• Facebook
  • Twitter
  • Rss
  • Plus
Ministério Engel

O Ano do Jubileu e o milagre da restauração

Abr 09
Avalie este item
(0 votos)

“E santificareis o ano quinquagésimo, e apregoareis liberdade na terra a todos os seus moradores; ano de jubileu vos será, e tornareis, cada um à sua possessão, e cada um à sua família.” (Levítico 25.10)

O Ano do Jubileu é o quinquagésimo ano e representa a restituição, o perdão das dívidas, a liberdade dos escravos e a retomada de posses confiscadas. Era um ano instituído por Deus após o povo de Israel ter deixado o Egito, quando estabeleceu as leis que deveriam ser seguidas pelo Povo Eleito.

Escrevi um livro sobre este tema, intitulado “A Festa do Jubileu”, onde abordo os milagres relacionados a este acontecimento. O Ano do Jubileu incluía o cancelamento de todas as dívidas, libertação de todos os escravos e retorno de terras vendidas a seus donos originais.

Deus já havia estabelecido, através dos Dez Mandamentos, a guarda do sétimo dia, como forma de reconhecimento da ação do Criador no Universo. Também orientou, posteriormente, a guarda do Ano Sabático, que tinha como objetivo dar um ano de descanso a terra e era observado a cada sete anos.

No Ano do Jubileu, Deus estava ordenando uma nova observância, um novo marco para aquele povo. Este deveria ser observado como um ano de festividade e alegrias, pois sua celebração enfatizava a providência divina e a fé no Todo Poderoso.

A palavra Jubileu, no hebraico, é “yovel”, um referência ao carneiro, cujo chifre seria usado para anunciar o início do ano festivo. Ou seja, no Ano do Jubileu, deveria ser tomado o Shofar (feito de chifre de carneiro) e tocado em todo o Israel, para anunciar desta forma o início desta festividade (Levítico 25.9).

Para alguns estudiosos, a palavra também refere-se ao sentido de “trazer de volta”, pois todos retornavam ao seu estado original, fosse de liberdade, prosperidade, posses e comunhão. Este era de fato um ano em que o Criador era celebrado como único que possuía a autoridade absoluta.

Em Levíticos 25 tem uma lista de bênçãos que Deus promete para aqueles que observam este decreto, também chamado de lei a favor dos pobres, escravos e prisioneiros. O Jubileu apregoava a generosidade do povo e amor pelo Arquiteto da Vida. O Jubileu religava o povo a Deus, relembrando a provisão divina através dos tempos.

No Ano do Jubileu acontece o milagre da restauração, pois os escravos deixam o jugo de seus senhores, voltando para os seus lares. As propriedades roubadas, vendidas por conta de problemas financeiros ou tomadas para pagar dívidas, eram agora restituídas aos verdadeiros donos.

Um ciclo se completava e dava lugar a um novo ciclo na vida daquelas pessoas, quando tudo o que havia sido um problema durante várias décadas, agora era esquecido, iniciando um momento de alegrias e festividades.

O Ano do Jubileu também é uma referência ao Ano da Graça do Senhor, proclamado pelo Senhor Jesus Cristo na primeira pregação que Ele fez em Nazaré no início do seu ministério (Lucas 4.18-21). O Ano da Graça representa a restauração e restituição para as nossas vidas.

Mais informações pelo whatsapp 055 99748874 

Fonte: www.ministerioengel.com

Tagged sob joel    engel    Milagre    restauração    jubileu    ano    libertação    escravos   
Publicado em Gospel
Última modificação em Segunda, 09 Abril 2018 18:34

Agenda de Eventos

Abril 2018
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30