• Facebook
  • Twitter
  • Rss
  • Plus
Ministério Engel

Delegado revela nome dos “discípulos de Satanás” envolvidos em ritual com crianças

Jan 11
Avalie este item
(0 votos)
Ficou interessado em nosso conteúdo e quer compartilhar? Utilize o link: http://www.jornalnh.com.br/_conteudo/2018/01/noticias/regiao/2221631-criancas-esquartejadas-podem-ser-de-corrientes-na-argentina.html, ou as opções que colocamos em nossas páginas. Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.

O caso das duas crianças encontradas mortas após um macabro ritual satânico ganhou novos elementos nesta terça-feira (9). Uma testemunha que teria acompanhado o ritual no Templo Satânico delatou os principais envolvidos no caso, segundo o delegado Moacir Firmino Bernardo, responsável pela Operação Revelação da Polícia Civil do Rio Grande do Sul.

As crianças foram encontradas esquartejadas em Novo Hamburgo no mês de setembro do ano passado. Com o avanço das investigações a polícia descobriu que o ritual satânico havia sido realizado por um bruxo do Templo Satânico de Gravataí e encomendado por dois homens que moram na cidade do Vale dos Sinos. Além das crianças, que deveriam ser do mesmo sangue, o bruxo exigiu R$25 mil de oferta pelo ritual satânico que traria prosperidade para os dois homens.

Segundo o delegado, a descoberta do caso foi uma inspiração divina, pois usou a fé para desvendar o crime. . “A revelação do caso foi dada por Deus”, frisou o delegado Moacir. Ao divulgar o nome dos acusados o delegado enfatizou que eles são “os sete discípulos de Satanás”.

A gravidade do caso levou o pastor Joel Engel, líder do Ministério Engel, a convocar uma investida contra esse tipo de ritual. Recentemente o líder evangélico testemunhou rituais semelhantes adotados culturalmente em tribos de Uganda, no continente africano. Ele se mostrou bastante preocupado com a possibilidade deste tipo de ritual se tornar comum no Brasil.

“Nós temos que combater isso de forma agressiva. A imprensa, os governantes, os líderes evangélicos, precisam combater essa prática. Precisamos criar um disque denúncia policial apenas para este tipo de crime. E espiritualmente, temos de combater o espírito de Moloque, que desde o passado já influenciava as pessoas a sacrificarem crianças”, disse Joel Engel.

Outras testemunhas se apresentaram para falar sobre o caso e deverão ser encaminhadas ao programa de proteção a testemunhas, segundo informou o delegado. Também foram descobertos trajes e objetos que foram usados pelo bruxo durante o sacrifício. Entre os objetos havia uma capa preta e uma máscara de lobo. Os objetos estavam guardados em um cofre que foi apreendido pela polícia.

“Ele nos disse que não havia nada no cofre que apreendemos no templo. Depois de cinco horas, conseguimos abrir e encontramos essas peças”, destacou Fermino.

O policial acrescentou que outros adereços foram apreendidos e que eles se encaixam com a descrição apresentada pelas testemunhas que viram um capuz escuro cobrindo a cabeça do menino, enquanto a menina estava jogada no chão desfalecida e rodeada de velas.

O delegado que é da Igreja Adventista do Sétimo Dia, também revelou que o caso foi dado por meio de uma profecia. “A revelação foi para dois profetas, que não posso dizer quem são”, disse Moacir. Foi assim que ele teria chegado aos nomes dos responsáveis pelo crime, segundo contou a imprensa.

O responsável pelo Templo Satânico de Gravataí era conhecido como mestre Silvio e estava entre os quatro principais magos do mundo. Ele possuía um site oficial que enfatizava sua adoração a Satanás e sugeria que as pessoas que fizessem um pacto com ele teriam uma vida melhor.

Ele também ensina que Satanás pode ajudar a resolver problemas financeiros, amorosos e vícios em drogas. No site também havia uma nota afirmando que o bruxo teria sido condecorado pela Organização das Nações Unidas (ONU), mas ele apagou a nota por medo de ser processado.

O delegado já prendeu os sete envolvidos no caso, que foram chamados de “discípulos de Satanás”. Segundo as investigações todos participaram do sacrifício dos irmãos e deverão ir a júri popular na 1ª Vara Criminal de Novo Hamburgo após a conclusão do inquérito e do processo judicial.

O bruxo Silvio Fernandes Rodrigues, Jair da Silva e Jair dos Porcos, contratantes do ritual, Andrei Jorge da Silva, filho de Jair, e Marcio Miranda Brustolin são os suspeitos de terem cometido o crime.

Tagged sob joel    engel   
Publicado em Gospel
Última modificação em Quinta, 11 Janeiro 2018 21:12

Agenda de Eventos

Janeiro 2018
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31