• Facebook
  • Twitter
  • Rss
  • Plus
Ministério Engel
Edino Melo

Edino Melo

O retorno para casa e para o Jubileu

A notícia havia se espalhado rapidamente. Ela chegou como brisa fresca que traz refrigério numa manhã de verão. Como água fria para a alma cansada, tais são as boas novas de terra remota (Pv25.25). Essa palavra estava se cumprindo para eles. Indicava a possibilidade de haver o retorno para casa. Todos se sentiam em terras longínquas, esquecidos no tempo, despatriados, escondidos nos bastidores da História.

Parabéns Pr Edino Melo

Quero parabenizar hoje meu amigo Pr Edino Melo, um homem que é um servo de Deus, gosta de servir, muito usado por Deus para curas e milagres, que tem uma humildade impressionante. 

É uma grande honra  tê-lo como companheiro, está escrevendo meus livros, e hoje é seu aniversário e ele esta longe de casa ministrando e trabalhando. 

A chuva profética e a unção de Elias

Às vésperas da Conferência Mergulhados na Presença 1, realizado nos dias 23 a 26 de outubro,  logo de manhã uma nuvem cobriu a cidade de Vitória da Conquista – BA, após cinco meses sem chover. A densidade da nuvem se intensificou e, de forma sobrenatural, assim que o Ap Joel Engel saiu do aeroporto e pisou a terra seca do Nordeste no início da tarde, choveu, exponencialmente. Eu estava lá. Presenciei com os meus próprios olhos. 

A chegada do Ano do Jubileu, as Luas de Sangue e o maior avivamento de todos os tempos

No dia 24 de setembro de 2014, iniciou-se em Israel o Ano Novo Judaico - Rosh Hashana, e com ele, após sete anos de colheita, o Shenat Shimita - o Ano Sabático, ou seja, o Ano do Jubileu. De acordo com o calendário, estamos no ano de 5775. O Estado de Israel aprovou uma série de medidas, investindo milhões no cultivo da terra. Significa que estamos vivendo literalmente dentro do Ano do Jubileu. A agenda terrena está sendo ajustada à agenda do céu. Está havendo um alinhamento da história ao kairós divino. O tempo profético está definindo a direção dos eventos terrenos de forma extraordinária.

Como ser alcançado pela Unção do Ano do Jubileu

Será que as bênçãos do Ano do Jubileu podem vir sobre pessoas como nós hoje? Como você pode ser alcançado pela unção do jubileu? Um dos casos mais extraordinários que responde esta questão e que fala sobre o cumprimento das promessas do Ano do Jubileu sobre alguém, considerado uma pessoa comum, está registrado em 2 Rs 4.1-7.

Multiplicando por mil a mil a colheita do ano do Jubileu em sua vida

O Ano do Jubileu anuncia tempo celeste sobre a terra. Ele inaugura o favor do Senhor sobre o seu povo e estabelece o tempo da colheita sobrenatural. O tempo eterno invade o tempo terreno criando uma fenda temporal em que os ciclos de semeadura e colheita se encontram num só. A semeadura alcança a colheita e a colheita se liga à semeadura. Os céus se abrem, a chuva desce, e o campo frutifica, durante o ano todo. Período em que o Senhor faz a semente brotar, crescer, florecer, frutificar e se multiplicar de forma continua, em todas as estações. O próprio Deus torna-se o cuidador do solo e da semente. “Então eu vos darei as chuvas a seu tempo; e a terra dará a sua colheita, e a árvore do campo dará o seu fruto; e a debulha se vos chegará à vindima, e a vindima se chegará à sementeira” (Lv 26.4-5). A produtividade da terra ocorre, então, de acordo com as leis celestes e não conforme as leis da natureza. Além disso, é o tempo da restituição, do recomeço de uma nova história. Tempo em que as cadeias da escravidão são rompidas. Por isso, a convocação do Jubileu declara: “Consagrem o quinquagésimo ano e proclamem libertação por toda a terra a todos os seus moradores. Este lhes será um ano de jubileu, quando cada um de vocês voltará para a propriedade da sua família...” (Lv 25.10). É o tempo em que podemos descansar do trabalho de Deus. 

Agenda de Eventos

Outubro 2017
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31